Seguidores

Agonia de Um Vampiro - R. Raven

Acordo num sobressalto uma claridade forte invade meu ataúde meus olhos teimam em se acostumar com a luz, o mais estranho é que não era a luz do luar a qual eu já estava acostumado, pois me acompanhava há séculos.

       Levantei-me sem medo e sai olhei, ao redor estava no meio de um dia muito claro e quente onde eu ia caminhando me sentia muito bem...Bem até demais.

       O calor invadia cada poro do meu corpo já a muito esquecido a brisa ondulava meus cabelos, eu que já não me lembrava de como isso era bom estava acostumado com os ventos apenas de noites de tempestades e relâmpagos onde reinava a escuridão, e os roedores ao meu redor rastejando em meio à poeira do chão batido.

      E os sons de pássaros não eram aqueles que cantavam a noite nas sepulturas e nos galhos retorcidos das velhas árvores em volta de meu lar, quebrando o silêncio com sua sinfonia melancólica de morte e agouro.

       Continuei andando estava num campo verde...

       Nossa como era amplo e lindo!

       Era tudo estranho de mais e a luz do sol não feria, cheguei a me questionar, como teria saído daquele pesadelo no qual você me colocou com seu beijo naquela noite, desde então eu vagava a esmo a procura de uma resposta a qual não encontrava, apenas despertava na noite seguinte depois de um sono sepulcral.

        Lembro-me que havia me dito que seria livre e teria a eternidade a minha disposição faria qualquer coisa que quisesse, pois bem onde está a liberdade então?

        O sol brilhava nas águas de um riacho estreito cristalino e apressado onde havia uma ponte, vi na água meu rosto, como era belo!Como era belo aquilo que eu havia perdido.

  Estava realmente livre agora?

Ouço sinos dobrando ao longe tenho medo de abrir os olhos, mas o faço, um sonho apenas um mero sonho!

    Levanto-me e saio de meu ataúde abro os portões enferrujados de minha prisão e caminho a luz virá falta pouco.

     Caminho então o mais longe possível do meu abrigo do sol e me vejo correndo, logo por traz de um arvoredo ele nasce, com sua beleza destruidora ouvi dizer que ele está na sua época mais quente e intensa mais brilhante eu já havia esquecido como era ser aquecido por tal força ele toca meu corpo com seus raios, fachos de luzes explodem como prismas em meus olhos e refletem cada desejo cada sonho que de mim foram arrancados...

     A liberdade enfim!

     AH! O sol nunca pensei que fosse tão bom...

     Tão bom...

    Tão b...

    ...

Fonte: Raven Wings

2 Comentários:

★★ GIZA ★★ disse...

OI AMIGA.
TEM SELINHOS E DESAFIOS PARA VOCÊ NO BLOG:
http://amorimortall.blogspot.com/2011/05/selinhos-e-desafios.html
BEIJOS

۞Carla_Witch Princess۞ disse...

Obrigada amiga linda!
Selinhos publicados...
Adoro vc!!!!!

:)

Bjinhosssssss

Postar um comentário

Saudações!
Fico muito feliz em saber a sua opinião!
Fique à vontade: opine, critique, elogie...
O Vampire Place e eu agradecemos a
sua atenção...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Galeria Carla_Witch Princess

LIVROS COM A MINHA PARTICIPAÇÃO:

Moedas para o Barqueiro - Volume III


Caminhos do Medo - Volume II


Histórias Envenenadas - Volume 2


TRATADO SECRETO DE MAGIA - VOLUME 2


Drácula eternamente - Digital Rio


Fuga Desesperada


Uma Lenda de Sedução


E-Book Gratuito: Última Parada - Sessão Terror - Clique na Imagem para baixar


E-BOOK GRATUITO: O MUNDO DE WITCHING - CLIQUE NA IMAGEM PARA BAIXAR


SOMBRIAS ESCRITURAS - ANTOLOGIA DE CONTOS SOMBRIOS - VOLUME 1


VERSOS VAMPÍRICOS


POETAS DA CONFRARIA - ANTOLOGIA


ÂMAGO: ANTOLOGIA DE POEMAS


PORTAS PARA O ALÉM - COLETÂNEA DE CONTOS DE TERROR


Palavras, versos, textos e contextos, Elos de uma corrente que nos une


Obrigada, Henrique!

Obrigada, Tétis! obrigada, amigos!

 
Vampire Place © Copyright | Template By Mundo Blogger |